Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Rede privada de atendimento à Covid registra colapso e aumenta crise sanitária em Salvador
Foto: Max Haack / Secom

Mesmo sem validação dos indicadores oficiais apresentados pela prefeitura de Salvador, os leitos privados de tratamento exclusivo para Covid-19 na capital baiana chegaram nesta sexta-feira (19) a 100% de ocupação de acordo com apuração do Bahia Notícias junto a pessoas ligadas a órgãos de saúde.

 

Na última quinta-feira (18), o presidente da Associação de Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia (Ahseb), Mauro Duran Adan, indicou que a rede privada de atendimento ao coronavírus ainda não havia colapsado. No entanto, ele admitiu que a situação é preocupante, uma vez que os leitos vêm apresentando um aumento na taxa de ocupação ao mesmo passo em que pacientes com outras doenças também vêm ocupando maiores espaços nas unidades hospitalares (leia mais aqui).

 

Desta forma, a situação é considerada mais grave que em agosto, quando o sistema apresentou os índices mais alarmantes de ocupação.

 

Também nesta sexta, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou o número de internados nas UTIs do estado chegou ao maior número na pandemia. São 864 pessoas internadas. O maior índice havia sido registrado em 2 de agosto, quando haviam 857 internados nas unidades de terapia intensiva. 

Histórico de Conteúdo