Por atos antidemocráticos, PSL expulsa deputados Douglas Garcia e Gil Diniz
Foto: Divulgação / Alesp

O diretório estadual do PSL em São Paulo expulsou nesta quarta-feira (15) os deputados estaduais Douglas Garcia e Gil Diniz. A informação foi divulgada pelo próprio partido, por meio de nota enviada à imprensa.

 

De acordo com a sigla, Garcia participou da reunião realizada pelo conselho de ética, acompanhado do seu advogado. Apesar de intimado, Diniz optou por não participar da reunião.

 

Ambos são investigados no inquérito das fake news instaurado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Na nota o PSL citou que ambos foram expulsos “por práticas que afrontam o estatuto do partido, ao qual todos os filiados são submetidos, especialmente no que se refere ao seu artigo 7º do Código de Ética, que veda atividades políticas contrárias ao regime democrático, caracterizadas pela conduta dos dois deputados em manifestações que atentam contra o STF e seus ministros”. “Aos dois representados foi dado irrestrito direito de defesa, onde não negaram os fatos a eles imputados”, diz outro trecho do comunicado.

Histórico de Conteúdo