Policiais Federais da Bahia condenam fala de Guedes sobre servidores públicos
Foto: Divulgação

O sindicato dos policiais federais do estado da Bahia (Sindipol-BA) condenou as falas do ministro da economia Paulo Guedes na última sexta-feira (15) (reveja aqui), direcionada aos servidores públicos, incluindo os policiais.

 

"O ministro, de forma agressiva e desrespeitosa, chamou ainda de 'assalto'a possibilidade de qualquer tipo de progressão funcional de carreira, prevista em Lei, antes e acima de tudo. O SINDIPOL-BA ressalta que "assalto" é uma ação criminosa, que tal preocupação decorre do fato de se tratar de profissionais cujas carreiras são essenciais para o funcionalismo público – inclusive combatendo assaltos", critica a nota.

 

O sindicato considerou ainda a fala do ministro como irresponsável. "Já que pela situação atípica em um momento de pandemia, com dívida pública inevitavelmente crescendo por conta de tais gastos excepcionais e inevitáveis, tudo isso não dá qualquer espaço para ilações agressivas, ofensivas à moral e dignidade de todo e qualquer servidor público brasileiro. Com certeza existem expedientes e negociações que não ofendam a reputação profissional de qualquer servidor", diz.

 

A nota de repúdio acrescenta ainda que o sindicato entende que a declaração do ministro de Estado da Economia é um desserviço para a população, "visto que quanto mais indispensável ou inevitável for a despesa, maior será a necessidade de à elas se enfrentar e incorrer". 

 

Veja a nota completa:

Histórico de Conteúdo