Domingo, 29 de Março de 2020 - 07:40

Sem festa, Salvador completa 471 anos neste domingo em combate ao coronavírus

por Matheus Caldas

Sem festa, Salvador completa 471 anos neste domingo em combate ao coronavírus
Foto: Divulgação

Em meio à crise do coronavírus, Salvador completa 471 anos neste domingo (28). E numa situação diferente. Considerada em 2015 Cidade da Música pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), a primeira capital do Brasil abdica, por ora, seu DNA receptivo e musical para enfrentar a pandemia que vem alterando o cotidiano de todo o mundo.

 

Neste domingo não tem festa. Os shows que aconteceriam para comemorar o aniversário da capital da Bahia foram adiados. No lugar de Psirico, Alok e Wesley Safadão, há luta (leia mais aqui). A prefeitura municipal e o governo estadual vêm, sistematicamente, apoiando as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e endossando que é necessário que a população fique em casa.

 

Em relação ao turismo, um dos carros-chefes da economia soteropolitana, a gestão municipal promoveu a campanha #VisiteDepois para estimular o enfrentamento ao vírus e o isolamento social.

 

Shoppings estão proibidos de abrir, assim como parte do comércio, escolas, parques públicos e mercados municipais. 

Histórico de Conteúdo