Sem mencionar Bolsonaro, Mandetta diz que 'sai quando acharem que não deve trabalhar'
Foto: Isac Nóbrega/PR

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, não fez comentário sobre o discurso do presidente Jair Bolsonaro na última terça-feira (24) em cadeia nacional. Mandetta participou de coletiva nesta quarta-feira (25). No pronunciamento, o chefe do Executivo brasileiro minimizou a doença (Covid-19) e criticou as medidas de restrição adotadas pelos estados brasileiros. A fala do presidente foi criticada por entidades de saúde, políticas e poderes.

 

Mandetta assegurou que permanece no cargo. “Eu vou deixar muito claro: eu saio daqui na hora que acharem que eu não devo trabalhar, que o presidente achar, porque foi ele que me nomeou. Ou se eu tiver doente, o que é possível, eu ter uma doença, ou no momento que eu achar que esse período todo de turbulência já tenha passado e que eu possa não ser mais útil. Nesse momento de crise agora, eu vou trabalhar ao máximo. Equipe está todinha focada. Nós vamos trabalhar com critério técnico", disse Mandetta.

Histórico de Conteúdo