PM prende 15 e aborda 10 mil pessoas após boato de paralisação na Bahia
Foto: Divulgação

Ações ostensivas da Polícia Militar da Bahia, nas última 12h, capturaram 15 criminosos e apreenderam quatro adolescentes envolvidos com atos ilícitos, após um dos líderes da A Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra/Bahia), o deputado estadual Soldado Prisco, deflagrar greve (veja aqui). 

Cerca de 10 mil pessoas passaram por abordagens na capital baiana, nos municípios da Região Metropolitana de Salvador e nas cidades do interior do estado.

Pouco mais de 2,2 mil veículos, entre eles táxis e aplicativos, também foram revistados no mesmo período. Ainda nas últimas 12h, uma arma (revólver calibre 38) acabou apreendida e seis veículos recuperados.

"A tropa segue unida e consciente da sua obrigação com a população. Avançamos nos últimos anos e continuaremos conquistando melhorias", destacou o subcomandante-geral da PM, coronel Paulo Uzêda. 

Histórico de Conteúdo