Quarta, 17 de Julho de 2019 - 10:32

Rui Costa não descarta mexer novamente na aposentadoria dos servidores da Bahia 

por João Brandão / Rodrigo Daniel Silva

Rui Costa não descarta mexer novamente na aposentadoria dos servidores da Bahia 
Foto: João Brandão / Bahia Notícais

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), não descartou, nesta quarta-feira (17), mexer novamente na aposentadoria dos servidores estaduais, mas ressaltou que vai aguardar o Congresso Nacional aprovar a reforma da Previdência enviada pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). No ano passado, o petista aumentou a alíquota da contribuição previdenciária de 12% para 14%. 

"Só deixando aprovar a reforma para analisar eventualmente o que poderá fazer ou não aqui. Vou aguardar a conclusão", declarou o governador, em entrevista à imprensa.

O chefe do Palácio de Ondina reiterou que não pede a inclusão de estados e municípios na reforma, pois, segundo ele, não resolverá o déficit de R$ 4,8 bilhões da Previdência da Bahia. "Eu quero reiterar que não é um pleito meu a inclusão de estados e municípios. Eu não faço esse pleito", frisou.

Rui Costa minimizou o fato de os deputados federais da sua base votarem a favor da proposta enviada pelo governo Bolsonaro ao Congresso, mesmo ele tendo criticado o texto (relembre aqui). "Não só metade da minha base [votou a favor]. Mais da metade da base dos deputados do Nordeste votou a favor", pontuou. "Isso é um juízo de valor de cada um. Acho que, como gestor, não posso entrar em todos os debates que envolvem temas nacionais", pontuou.

O governador ainda agradeceu os parlamentares da sua base por ajudar a retirar quatros pontos da reformar, entre eles, as mudanças no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e na aposentadoria rural. "Não tenho o que reclamar. Só tenho a agradecer aos nossos deputados ao se manterem firmes para retirar os itens mais prejudiciais", ressaltou. 

Histórico de Conteúdo