Índios de MT são premiados pela ONU por produção de óleo de pequi
Foto: Reprodução / G1

A associação indígena K?sêdjê (AIK), que é composta por índios de Querência, a 912 km de Cuiabá, ganhou o Prêmio Equatorial 2019, dado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para soluções de desenvolvimento sustentável locais e indígenas. A premiação é feita a cada dois anos.


No total, a ONU recebeu 847 candidaturas de 127 países e premia apenas 22 desses projetos.O prêmio será entregue em uma cerimônia, que deve ser realizada em Nova York, em setembro deste ano, revela o G1.


Os indígenas são responsáveis pela produção de óleo de pequi na Terra Indígena Wawi e iniciou a produção depois de retomarem as terras, antes invadida por fazendeiros.

 

No último ano, a safra de pequi rendeu um recorde de produção para os K?sêdjê, com 315 litros do óleo. A época do pequi é entre outubro, novembro e dezembro.

Histórico de Conteúdo