Em greve há 43 dias, professores da Uneb decidem manter paralisação
Foto: Divulgação

Em greve há 43 dias, os professores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) decidiram, nesta segunda-feira (20), pela continuidade da paralisação.

Em nota, a Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Aduneb) reclamou da declaração do governador Rui Costa (PT), que, em entrevista à imprensa, afirmou que a greve é "partidária" e foi “apropriada” pelo PSOL (veja aqui). 

"(A entrevista do governador) serviu como combustível em uma fogueira que já era forte. De acordo com os comentários de vários professores, o pronunciamento de Rui Costa sobre a greve, além do desrespeito à categoria, demonstrou que o gestor não conhece a realidade das universidades estaduais baianas", diz trecho da nota. Os professores reivindicam reajuste salarial e melhores condições de trabalho. 

Histórico de Conteúdo