Eleição: CNJ recomenda que juízes não façam manifestações políticas
Foto: Luiz Silveira / Agência CNJ

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) emitiu nesta sexta-feira (5) uma recomendação para que os juízes não façam manifestações políticas no processo eleitoral deste ano. O documento pede que não se posicionem nas redes sociais ou na imprensa.

 

"O CNJ recomenda a todos os magistrados brasileiros, com exceção do Supremo Tribunal Federal, no exercício ou não da função eleitoral, que se abstenham de participar de manifestações públicas ou de emitir posições político-partidárias em redes sociais, entrevistas, artigos ou através de qualquer outro meio de comunicação de massa", diz o texto.

 

A intenção do CNJ é "afastar mácula à imagem de independência do Poder Judiciário brasileiro" e evitar influência "o livre exercício do voto consciente por parte dos cidadãos". A proibição do envolvimento de magistrados com atividades políticas já está prevista na Lei Orgânica da Magistratura (Loman).

Histórico de Conteúdo