'Ficaria muito feliz se Kannário não fizesse parte da chapa', diz presidente estadual do PSL
Foto: Max Haack / Ag Haack / Bahia Notícias

A presidente PSL na Bahia, Dayane Pimentel, preferia não ter o vereador Igor Kannário, do PHS, na coligação formada entre os dois partidos para a eleição proporcional deste ano. A dirigente partidária afirma que sua legenda “repudia a conduta moral” do cantor e defende bandeiras diferentes das dele.
 

“Ficaria muito feliz se Kannário não fizesse parte da chapa”, declarou em entrevista ao Bahia Notícias nesta quinta-feira (9). “O PSL repudia a conduta moral de Kannário e não temos nada a ver com ele”, comentou Dayane sobre o vereador de Salvador, que está em seu primeiro mandato na Câmara e é candidato a deputado federal na eleição deste ano.
 

PSL, PHS, PPS e PRTB fazem parte da mesma chapa proporcional, que vai tentar eleger deputados federais e estaduais. Portanto, os votos destinados a essas legendas podem ajudar os candidatos de qualquer uma delas a conseguir cadeiras no Legislativo.
 

Apesar dos votos em candidatos do PSL poderem contribuir com a candidatura de Kannário, Dayane prefere ver o cenário de forma contrária. “Vai ser a primeira vez que Kannário vai eleger homens de bem. Ele vai trazer o voto dele pra se eleger homens de bem”, disse a presidente estadual do PSL.

Histórico de Conteúdo