Quarta, 16 de Maio de 2018 - 19:00

Empresa pode pagar até R$ 666 mil de multa por paralisação de ônibus em Salvador

por Guilherme Ferreira / Lucas Arraz

Empresa pode pagar até R$ 666 mil de multa por paralisação de ônibus em Salvador
Foto: Reprodução / TV Bahia

A empresa OT Trans pode ser multada em R$ 666 mil pela paralisação de ônibus, que não saíram das garagens no início da manhã desta quarta-feira (16). Cerca de 900 ônibus não cumpriram os horários e, por conta disso, a empresa responsável pela frota foi autuada (veja aqui) e pode pegar até R$ 740 de multa por veículo, totalizando de acordo com o jornal Correio, os R$ 666 mil. Com o ato, a categoria quer pressionar o sindicato patronal para negociar salários da categoria. Em resposta a reportagem, o assessor de relações sindicais do Consórcio Integra, Jorge Castro, declarou que pretende recorrer da autuação. “Isso não fomos nós que causamos, foi o sindicato dos trabalhadores (Sindirodoviários) num ato político”, disse. Sem acordo com os patrões, os rodoviários de Salvador podem entrar em greve na semana que vem. Segundo o presidente do sindicato da categoria, Hélio Ferreira, os trabalhadores devem aprovar estado de greve nas assembleias marcadas para esta quinta-feira (17), às 9h e 15h, no Sindicato dos Bancários (saiba mais aqui). “Amanhã, sairemos com estado de greve aprovado e com a data para começar a greve. Não passa da semana que vem, eu acredito”, afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias nesta quarta (16). Apesar do imbróglio, o secretario de mobilidade urbana da capital, Fábio Mota, declarou que a OT Trans terá chance de se defender: “A empresa poderá explicar o porquê deixou de sair com os ônibus nesta manhã. A secretaria, assim como a população, só teve conhecimento da paralisação às 20h da noite quando se divulgou quem iriam parar uma garagem, mas não disseram qual garagem seria”. Cabe recurso a decisão

Histórico de Conteúdo