Levantamento feito pelo MDB aponta que partido rejeita aliança com Alckmin
Foto: Marcos Corrêa / PR

Diante dos rumores de uma possível aliança entre o MDB e o PSDB, o Palácio do Planalto começou a ouvir a opinião dos emedebistas sobre o assunto. O resultado desse levantamento, divulgado pelo jornal O Globo, mostra que a aproximação entre o presidente Michel Temer (MDB) e o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) é rejeitada por 20 dos 27 diretórios estaduais da sigla do presidente. Dessa forma, de acordo com a publicação, se a convenção do MDB fosse hoje, o apoio à candidatura do tucano seria rejeitado por 508 dos 629 delegados do partido. Segundo O Globo, conversas indicam que Temer estaria disposto a trabalhar para que o ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ocupasse o posto de vice na chapa comandada pelo tucano. Antes mesmo da notícia de que o presidente abriu mão de sua candidatura por Meirelles (veja aqui), ele já havia declarado que sairia da disputa em prol da união dos nomes de centro (saiba mais aqui). Toda essa movimentação fez com que o DEM, cujo pré-candidato é o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), começasse a articular uma coligação com os demais partidos, isolando os antigos aliados PSDB e MDB (veja aqui). (Atualizada às 8h16)

Histórico de Conteúdo