Segunda, 16 de Abril de 2018 - 13:00

Apesar da ‘crise’, PMDB alocou mais pessoas do que desfiliou em Salvador

por João Brandão

Apesar da ‘crise’, PMDB alocou mais pessoas do que desfiliou em Salvador
Ex-deputado Gerson Gabrielli é um dos filiados | Foto: Rodrigo Soares / CMS

Apesar de uma crise instalada no PMDB da Bahia por causa das malas de dinheiro encontradas em um “bunker” ligado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, o diretório em Salvador alocou mais pessoas do que desfiliou em 2018. Conforme levantamento feito pelo Bahia Notícias, 22 pessoas ingressaram na legenda na capital baiana, dentre eles o ex-deputado federal Gerson Gabrielli e o coronel da PM Roberto Guimarães. Na contramão dos ingressos, 16 pediram a desfiliação da sigla, como Marcelo Guimarães Filho, ex-presidente do Bahia, e Bruno Reis, vice-prefeito de Salvador. No âmbito estadual, o partido perdeu todos os deputados estaduais com mandato.

Histórico de Conteúdo