Jovem levada após homicídio na Ufba é libertada em Simões Filho
Foto: Reprodução/ Facebook

A jovem levada por criminosos após o homicídio do mototaxista Rogério de Santana Souza, na tarde desta quinta-feira (11), no estacionamento da Faculdade de Filosofia da Universidade Federal da Bahia (Ufba), no bairro da Federação, em Salvador (veja aqui), foi liberada em uma rua do município de Simões Filho, na região metropolitana da capital, pouco tempo depois do crime. Segundo o G1, a tia da vítima, Nice Vaz, a jovem conseguiu uma carona e voltou para casa. Ela relatou que a sobrinha tinha ido entregar currículos na universidade, após ser informada de que a instituição tinha vagas para ajudantes de cozinha. Nice contou também que a jovem era amiga do mototaxista. De acordo com a dona de casa, durante o tempo que ficou em poder dos suspeitos, a jovem foi agredida e chegou a ficar com lesões nos braços. Ainda não sabe o motivo de ela ter sido levada e nem da morte do mototaxista. O pai de Rogério esteve no local do crime e disse não saber o que pode ter provocado a morte do filho. Segundo ele, a vítima não tinha inimigos. Ele tinha duas filhas e morava no bairro da Federação. Segundo a diretora da faculdade, Maria Hilda Paraíso, a única testemunha do crime foi uma funcionária tercerizada. Entretanto, a mulher acabou passando e foi dispensada do trabalho nesta quinta. De acordo com a Polícia Civil, ela deve ser ouvida nesta sexta (12). Maria Hilda ainda negou a existência de vagas de emprego disponíveis na unidade, o que contradiz o relato da tia da jovem sequestrada.

Histórico de Conteúdo