Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Ministro do STF rejeita tentativas de barrar candidatura de Rodrigo Maia na Câmara
Foto: José Cruz/ Agência Brasil
Relator dos pedidos para que a candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à reeleição na Câmara dos Deputados fosse considerada ilegal, o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou as três petições contra o atual presidente da Casa. A decisão monocrática foi divulgada na noite desta quarta-feira (1º) pelo portal G1. Maia, desta forma, pode concorrer normalmente na disputa que acontece nesta quinta (2) contra, por enquanto, André Figueiredo (PDT-CE), Jovair Arantes (PTB-GO), Júlio Delgado (PSB-MG), Rogério Rosso (PSD-DF) e Luiza Erundina (PSOL-SP). Celso de Mello negou ainda o pedido para que o atual gestor da Câmara conduzisse o processo eleitoral. Os pedidos protocolados no STF argumentavam que a Constituição proíbe a recondução do presidente numa mesma legislatura, porém Maia justificou que, por se tratar de um mandato temporário, a regra não se aplicava. O democrata carioca chegou ao posto após a renúncia do então deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afastado das funções de deputado pelo STF e depois preso pela Operação Lava Jato 

Histórico de Conteúdo