Levantamento aponta Índice de Bem-Estar Urbano; Salvador está em 16ª posição
Mobilidade é um dos itens considerados | Foto: Reprodução / TV Bahia
Um levantamento inédito do Observatório das Metrópoles, coordenado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, avaliou o Índice de Bem-Estar Urbano (Ibeu) das cidades do país. O ranking é liderado por Vitória (ES), com 0,9 de Ibeu, seguida de Goiânia (GO), com 0,874; Curitiba (PR), com 0,874; Belo Horizonte, com 0,819; Porto Alegre, com 0,899. Salvador está em 16º lugar, com 0,7719, perdendo ainda para Recife (0,7758); Fortaleza (0,7819); João Pessoa (0,7992); São Paulo (0,8119). Cinco indicadores de qualidade foram avaliados pelo estudo: mobilidade urbana, considerando o tempo de deslocamento de casa para o trabalho; condições ambientais (arborização, esgoto a céu aberto, lixo acumulado); condições habitacionais (número de pessoas por domicílio e de dormitórios); serviços coletivos urbanos (abastecimento adequado de água, esgoto, energia e coleta de lixo); e infraestrutura. 

Histórico de Conteúdo