Prefeita de Barra do Rocha consegue liminar contra cassação da justiça e retorna ao cargo
Foto: Ubatã Notícias
A prefeita de Barra do Rocha, Vera Franco (PSC), conseguiu liminar para suspender os efeitos da decisão da Justiça Eleitoral da 24º Zona Eleitoral de Ipiaú, que cassou o diploma da gestora sob a alegação de captação ilícita de sufrágio (voto). O vice-prefeito Valdir Tavares (PT) também foi beneficiado pela decisão do juiz João Melo Cruz, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), que permite que ambos respondam o processo no cargo. Na liminar, Melo Cruz contesta a decisão da Justiça Eleitoral de Ipiaú por ter ouvido apenas dois eleitores, sem qualquer outra fundamentação. “Não se desconsidera a possibilidade de uma condenação por captação ilícita de sufrágio fundar-se somente neste tipo de prova, mas, para tanto, a mesma deve se mostrar consistente e coesa”, destacou em entrevista ao portal Ubatã Notícias. Já a prefeita se disse feliz pela decisão. "Ganhamos uma eleição de maneira honesta, limpa, transparente. A decisão do TRE nos dá tranquilidade para voltar a cuidar de nosso município e também de nosso povo, que nos concedeu a tarefa de administrar Barra do Rocha”, disse.

Histórico de Conteúdo