Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Tráfego de dados em redes wi-fi da Copa alcança 74 TB, três vezes mais que anterior
Foto: Vanderlei Almeida/AFP
Durante os 31 dias da Copa do Mundo, a Oi registrou um fluxo de 74 terabytes de dados trafegados nas redes de mídia e informática providas pela Fifa e usadas por cerca de 20 mil profissionais de comunicação de 113 países credenciados para a cobertura do evento. O volume de dados, que equivale a 80 milhões de fotos em resolução normal (ou 20 milhões em alta), foi o triplo do verificado no Mundial realizado na África do Sul em 2010, com movimento de 25 terabytes. “O recorde de Copa mais conectada consolida a experiência acumulada pela Oi ao longo dos últimos anos com atuação em outros eventos, tanto na área de esportes quanto na de entretenimento, como o Rock in Rio 2013, e de conferências internacionais, como a Rio + 20”, avaliou o diretor de Operação Centralizada da companhia, José Claúdio Moreira Gonçalves. O maior tráfego de dados (3,2 TB) ocorreu no dia 23 de junho, data de quatro partidas, entre elas, Brasil x Camarões. Em dias com apenas um jogo, o maior volume aconteceu durante os jogos da semifinal entre a Seleção e a Alemanha, e da final, entre germânicos e Argentina, com 2,2 terabytes – ao fim da última, 404.299 mil dispositivos se conectaram por meio da rede wi-fi disponível para a mídia e a Fifa nas 12 cidades-sede. Na Arena Fonte Nova, em Salvador, o recorde de conexões simultâneas foi no dia 16 de junho, quando os campeões enfrentaram Portugal, com 930 equipamentos conectados. 

Histórico de Conteúdo