Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Domingo, 06 de Julho de 2014 - 09:20

Gaban denuncia quebra de hierarquia e quer postergar votação de projeto da PM

por Evilásio Júnior/ Marcos Russo

Gaban denuncia quebra de hierarquia e quer postergar votação de projeto da PM
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
Prometido para chegar à Assembleia Legislativa (AL-BA) logo depois da Semana Santa, após o fim da greve da categoria, o projeto de lei que reestrutura a Polícia Militar da Bahia só está na Casa há duas semanas. O líder do governo, o deputado Zé Neto (PT), disse que vai buscar o entendimento para que a matéria seja apreciada nesta segunda-feira (7), mas o vice-líder da oposição na Casa, Carlos Gaban (DEM), já deu o parecer. “Votação do projeto só depois que for discutido com as associações. Vamos sentar para fazer as ponderações e verificar as inconsistências”, pontuou. Além de destacar que não há possibilidade de acordo para votação, o democrata revela uma “quebra de hierarquia” do projeto. “A PM passa a responder ao secretário da Segurança Pública. Isso não existe. O comandante e chefe da polícia é o governador, assim como das forças armadas é o presidente”, adverte. De acordo com Gaban, a votação da matéria só deve acontecer no mês de agosto. 

Histórico de Conteúdo