Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Chega à AL projeto de reestruturação da PM; ‘Há equívocos’, alerta presidente de associação
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
Como parte das propostas do governo estadual para encerrar a greve da Polícia Militar, dois meses atrás, chegou à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) o projeto de lei que reestrutura a PM. O líder da bancada do governo, deputado Zé Neto (PT), diz que vai buscar o entendimento com a oposição para que a matéria seja votada na próxima segunda-feira (7), junto ao segundo turno da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que condiciona o início do recesso parlamentar. Mas a matéria encontra resistência entre militares, que afirmam que ele não contempla aquilo que foi debatido nas rodadas de negociações com a categoria. “São equívocos que urgem serem corrigidos para evitar que aconteçam maiores insatisfações na tropa”, alerta o coronel Edmilson Tavares, presidente da Força Invicta, associação de oficiais da PM. O dirigente pede ainda sensibilidade e respeito por parte do governo. “O que esperamos é lealdade e compromisso por parte do governo no cumprimento daquilo que foi acordado. A tropa nunca deixou de cumprir com o seu papel, que é defender e lutar pela paz social, e por isso merece ser respeitada”, completa.


Histórico de Conteúdo