Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Um dos suspeitos pela morte da professora Andrea Borges Astolpho, 40 anos, já foi identificado, de acordo com a 58ª Companhia Independente da Polícia Militar (Cosme de Farias). Segundo o Correio, imagens de câmeras de segurança foram avaliadas. A educadora foi baleada na cabeça na manhã deste domingo (4), quando chegava à delicatessen Super Panilha, no bairro da Vila Laura, em Salvador, por volta das 7h. Ela estava acompanhada do filho de seis anos e foi abordada por dois homens armados quando procurava vaga para estacionar o seu carro, um Celta, placa OUV-1470. Sentado na cadeirinha no banco de trás, o menino não se feriu. A suspeita é de que tenha ocorrido uma tentativa de assalto. A polícia investiga se a professora de Matemática, que trabalhava no Colégio Salesiano, reagiu e tentou fugir ou se assustou com a abordagem e acelerou o veículo.

Histórico de Conteúdo