Seis mil homens do Exército já estão no estado para reforçar segurança, anuncia coronel
Foto: Secom
O general Racine Bezerra Lima, que comanda o reforço da Força Nacional e Exército que dará aporte à greve da Polícia Militar no estado, anunciou, em entrevista coletiva concedida por autoridades do governo nesta quarta-feira (16), que seis mil homens já estão no estado e outros 2,5 mil são esperados para os próximos dias. Tropas de Aracaju, Fortaleza, Recife e São Paulo vão reforçar a segurança na capital baiana. Apesar de o interior também ser contemplado, de acordo com o general, o reforço se concentrará em Salvador, devido ao maior número de moradores. O Exército de Salvador já deixou disponíveis seis mil homens para fazer as segurança nas ruas. Também durante a coletiva o procurador do Ministério Público, Márcio Fahel, reafirmou a ilegalidade da paralisação, que já foi determinada pela Justiça baiana. "A Constituição diz que militares não podem fazer greve", lembrou. O governador Jaques Wagner ainda se pronunciará aos jornalistas, pela primeira vez após a decretação do movimento paredista, na tarde desta terça (15).

Histórico de Conteúdo