Ibope: Dilma reeleita em qualquer cenário; Serra venceria Aécio e Marina é a 2ª mais forte
Fotos: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
A pesquisa divulgada nesta quinta-feira (23) pelo Instituto Ibope, em parceria com o jornal Estado de São Paulo, aponta – mais uma vez – o favoritismo da presidente Dilma Rousseff (PT) no quesito intenções de voto para o comando da República em 2014. Em quatro cenários avaliados pelo levantamento, a petista aparece com variação de 39% a 41%, contra quatro adversários diferentes: o senador Aécio Neves (PSDB-MG), o governador de Pernambuco Eduardo Campo (PSB), a ex-senadora Marina Silva (PSB) e o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB). Na disputa mais acirrada, a primeira surpresa com Dilma tendo como concorrente mais forte Marina Silva. No universo, Dilma teria 39%, contra 21% de Marina e 13% de Aécio. No quadro mais provável até agora, a presidente seria reeleita com 41% dos votos, enquanto Aécio teria 14% e Eduardo Campos 10%. Outra surpresa é a aparição de Serra como candidato mais forte dos tucanos, batendo Aécio. Em uma eventual disputa contra o ex-governador paulista, Dilma teria 40% e Serra 18%, com Campos em terceiro com 10%. No último universo avaliado pelo Ibope, que coloca frente a frente os postulantes com mais intenções de voto, a petista ficou com 39%, Marina 21% e Serra teve 16%. Brancos e nulos variaram entre 15%22% e os indecisos de 10% a 13%. Na batalha em segundo turno, a atual presidente seria reeleita com certa tranquilidade, contra qualquer adversário. Se a disputa fosse com Aécio, o resultado seria 47% para Dilma e 19% para o tucano. Contra Marina, 42% a 29%. Caso o oponente fosse Eduardo Campos, a presidente teria 45% e o socialista 18%. Novamente, Serra aparece como o segundo melhor adversário de Dilma, atrás apenas de Marina. No quarto cenário, a petista teria 44% dos votos do segundo turno e o ex-governador tucano 23%. Na pesquisa de segundo turno, os entrevistados que votariam branco ou nulo variaram entre 18% e 22%, enquanto os indecisos variaram entre 11% e 13%. O Ibope ouviu 2 mil eleitores entre as últimas quinta (17) e quarta-feira (23) em 143 municípios. A margem de erro é dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

Histórico de Conteúdo