Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 24 de Setembro de 2013 - 17:10

Pelegrino e Pinheiro se unem contra Rui Costa e lançam candidato a presidente do PT

por Evilásio Júnior

Pelegrino e Pinheiro se unem contra Rui Costa e lançam candidato a presidente do PT
Foto: Gabriel Gonçalves/G1
Conforme antecipado pelo Bahia Notícias, o deputado federal Nelson Pelegrino e o senador Walter Pinheiro, rivais históricos no PT, se uniram em retaliação a uma movimentação de três alas do partido que apoiam a candidatura de Rui Costa a governador do Estado em 2014 (entenda a história aqui e aqui). Após a articulação para dar uma "rasteira" na presidente municipal do partido, a ex-vereadora Marta Rodrigues, ligada a Pelegrino, as tendências lideradas pelos parlamentares lançaram o nome de Edson Valadares, da corrente de Pinheiro, como postulante ao comando da sigla em Salvador para o biênio 2014-2015. O acordo prevê, em caso de vitória, o apoio ao retorno de Marta em 2016, ano de eleição na prefeitura, o que fortaleceria os planos de Pelegrino de conquistar o Palácio Thomé de Souza. Na estadual, cai no colo do jornalista Ernesto Marques o apoio da dupla e, como consequência, o senador ganha força para enfrentar o favoritismo interno de Rui Costa, o escolhido de Jaques Wagner. Contatado pelo BN, o deputado apostou que, apesar da disputa interna, não haverá necessidade de bate-chapa. "Acho que vai acabar todo mundo unido. Tenho muito prazer em fazer parceria com o senador Pinheiro. Não estou fazendo parceria com os outros porque eles não quiseram fazer. Como em Salvador a fórmula da estadual não foi repetida, restou a nós e os companheiros da DS [Democracia Socialista] construir a unidade para a condução do nosso partido. Mas o convite à unidade continua aberto. Não podemos ter dois pesos e duas medidas", considerou Pelegrino, em referência ao "chapão" para a candidatura de Everaldo Anunciação a sucessor de Jonas Paulo na chefia do PT baiano.

Histórico de Conteúdo