A polícia apura uma possível ligação das duas garotas de classe média presas na última terça-feira (9) com um carro roubado, no Vale do Ogunjá, com Fagner Sousa da Silva, o Fal, de 32 anos, apontado por autoridades como um dos chefes da facção criminosa Comissão de Paz. Titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), o delegado Marcos César da Silva afirmou que continuam em investigação as informações anônimas de que Débora Ruth Carvalho de Medeiros, de 19 anos, e Sendy Gabrielle Gomes, de 21, sejam transportadoras de drogas, conhecidas como mulas. Considerado na época em que foi preso o criminoso mais procurado pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia, Fal está na Unidade Especial Disciplinar, no Complexo Penitenciário do Estado, em Mata Escura. Ele foi capturado em São Paulo, em junho de 2011, durante a Operação Gênesis, que desarticulou as relações entre a CP e o Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa paulista. Informações do A Tarde.

Histórico de Conteúdo