Novo prefeito de Ipirá diz que governo será do grupo, mas admite que pode desagradar eleitorado
Foto: Caboronga Notícias
O novo prefeito de Ipirá, centro norte baiano, Ademildo Almeida (PT), afirmou que vai governar com o grupo político-eleitoral que o elegeu, mas garante que se for preciso tomará medidas que podem gerar “descontentamento”.  O gestor, que concorreu como vice na chapa de Antônio Colonnezi (PP), impedido pela Justiça Eleitoral e depois substituído pela esposa Ana Verena (PR) que renunciou na quarta-feira (20) por alegar limitações de saúde, disse que o mandato será repartido, e desfez qualquer dúvida quanto ao protagonismo da agremiação da qual faz parte. “Esse governo não é do partido dos trabalhadores, nem é de Ademildo, é de uma composição que tem a ‘macacada’ [um dos lados da política ipiraense] como força maior”, disse em contato com o Bahia Notícias. Mesmo assim, o alcaide admitiu que pode desagradar o próprio eleitorado. “A gente não pode mais voltar para trás. Se, para fazer mudança, seja necessário gerar insatisfação, com a possibilidade até de não se eleger depois, paciência”, declarou. Para isso, prometeu diminuir indicações, criar conselhos municipais e divulgar dados da administração pública. Perguntado sobre o grau de interferência de políticos em seu mandato, como os ex-prefeitos Colonnezi e Diomário Sá (PR), o administrador afirmou que eles participarão do governo de acordo com o peso que possuem dentro dos compromissos de campanha. “Não dá para negar a liderança individual que Antônio tem junto ao grupo que nos elegeu, por isso ele tem a fatia maior”, comentou ao informar que o antigo gestor do município, outrora adversário, indicou quatro secretários, dentre os seis possíveis. Já Diomário, é responsável pela indicação da pasta de finanças do município. A assistência social é loteada por gente do deputado estadual Jurandy Oliveira (PRP), outro aliado recente. Ademildo, no comando do município desde 18 de janeiro quando a então prefeita tinha se afastado temporariamente, disse que já ocorreram mudanças nas áreas de infraestrutura e saúde, e anunciou transformações em outros setores, como a reativação do conselho de cultura da cidade.

Histórico de Conteúdo