Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 26 de Janeiro de 2013 - 00:00

PT define nome do candidato à sucessão de Wagner em agosto, diz presidente

por David Mendes

O presidente do PT na Bahia, Jonas Paulo, que deixa o cargo no final do ano após comandar o partido por dois mandatos consecutivos, revelou nesta sexta-feira (25) que o nome do petista que disputará a sucessão do governador Jaques Wagner (PT), nas eleições de 2014, ocorrerá de forma simultânea à construção do novo comando da direção estadual da legenda. "O governador [Wagner] decidiu que iríamos juntos, até o final de julho, definir esse nome. Portanto, o nome do candidato a governador será definido ainda no meu mandato", informou em entrevista ao Bahia Notícias. No Processo de Eleição Direta (PED), marcada para novembro, o registro das possíveis chapas concorrentes que pretendem disputar à presidência do PT baiano será em agosto próximo. Segundo Jonas Paulo, até lá o lema será, "de maneira unânime e consensual", buscar a unidade partidária. "A mesma unidade, no mínino, alcançada na minha candidatura à reeleição, que contou com a participação das cinco principais correntes internas do PT, 90% da bancada federal e estadual e 90% dos prefeitos”, disse. Para isso, o rumo tomado no último pleito partidário, que garantiu a sua reeleição no final de 2009, e o início da construção da reeleição do governador Wagner, no pleito estadual de 2010, deverá ser o mesmo. “Havendo o fracionamento no processo do PED, significa o enfraquecimento na construção da candidatura ao governo. E isso é consenso dentro do PT. Da mesma forma que posso dizer que dos quatro pré-candidatos do PT [Luiz Caetano, Rui Costa, Sergio Gabrielli e Walter Pinheiro], o diálogo comigo é excelente e eles também têm a mesma ideia de unidade e consenso", afirmou.


Histórico de Conteúdo