Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quarta, 05 de Dezembro de 2012 - 14:40

Rio: PM que matou juíza pega 21 anos de prisão

Rio: PM que matou juíza pega 21 anos de prisão
Cabo Sérgio Costa Júnior ficará em cela individual por segurança
O primeiro dos 11 policiais militares acusados de matar a juíza Patricia Acioli, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, foi condenado nesta terça-feira (4) a 21 anos de prisão pelo crime. A magistrada trabalhava em São Gonçalo, cidade vizinha de Niterói, e foi morta com 21 tiros no dia 11 de agosto de 2011, quando chedava em casa. O julgamento do cabo Sérgio Costa Júnior pelo 3º Tribunal do Júri de Niterói começou às 8h50 e terminou por volta das 20h. Ele era réu confesso e foi condenado pelos crimes de formação de quadrilha e homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, mediante emboscada e para assegurar a impunidade de outro crime). As penas iniciais somavam 33 anos e meio (29 por homicídio e 4 anos e meio por formação de quadrilha). Como o réu confessou o crime e delatou os comparsas, a pena foi reduzida para 18 anos pelo homicídio e 3 por formação de quadrilha. O juiz Peterson Barroso Simão também condenou Costa Júnior à perda do cargo de policial e determinou que ele fique preso em cela individual e que o Estado adote as medidas necessárias para protegê-lo. Outra ordem do juiz foi para que as armas usadas no crime sejam encaminhadas ao Exército para destruição. Outros três réus devem ser julgados em 29 de janeiro de 2013.


Histórico de Conteúdo