Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Integrantes da base aliada do governo derrubaram nesta quarta-feira (5) cinco pedidos de feitos pela oposição para que investigados pela Operação Porto Seguro prestassem esclarecimento na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara Federal, informa a Folha. Por 12 votos a três, um a um os requerimentos apresentados pelo deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) e pelo deputado Mendonça Filho (DEM-PE) foram derrotados no colegiado nesta quarta-feira (5). "O que vemos é uma coisa absolutamente estranha. A base protegendo as pessoas que estão sendo investigadas", disse Macris após a rejeição dos convites. Ainda de acordo com a Folha, os requerimentos eram direcionados à ex-chefe de Gabinete Regional da Presidência da República, Rosemary Nóvoa de Noronha; ao ex-advogado-geral-adjunto da União José Weber Holanda; ao ex-diretor de Ingraestrutura da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e ao ex-diretor da Agência Nacional de Águas (ANA), Paulo Rodrigues Vieira, preso na operação sob acusação comandar o esquema de venda de pareceres públicos. A operação foi deflagrada na última sexta-feira (23) e indiciou 18 pessoas e prendeu seis. Foram exonerados cinco servidores e afastados outros cinco. 

Histórico de Conteúdo