Quinta, 16 de Agosto de 2012 - 12:50

Justiça concede liminar e suspende assembleia na Ufba

A juíza Karina Freire Araújo de Carvalho, da 28º Vara do Trabalho, concedeu liminar nesta quarta-feira (15) à diretoria da Apub-Sindicato e notificou o comando de greve para que não realizasse assembleia-geral com o fim específico de votação para destituição da diretoria da entidade. A magistrada fixou multa diária de R$ 5 mil até o limite de 30 dias. O conflito na Apub envolve militantes do PSOL e PSTU que, segundo a diretoria, “subvertem a convivência democrática na Bahia, retirando o foco da greve que são as reivindicações e empurrando a comunidade universitária para uma luta fraticida e golpista contra a vontade dos que elegeram a direção que encerra o mandato em dezembro desse ano”. Apesar da decisão judicial, o comando de greve realizou a assembleia, colocou em votação e aprovou – com pouco mais de cem votos –, contrariando dispositivos estatutários, a destituição da diretoria da Apub. Na ação impetrada na 28º Vara do Trabalho – deferida pela juíza – a advogada da entidade dos professores da Ufba ressalta que a Apub tem 2.769 filiados aptos a votar, o que implica dizer que, no mínimo, seria necessário o voto de 277 docentes para se convocar a reunião, em que se tinha como ponto de pauta a destituição da atual diretoria.

Histórico de Conteúdo