Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Segunda, 02 de Julho de 2012 - 19:00

Demóstenes Torres pede perdão em discurso no Senado

Demóstenes Torres pede perdão em discurso no Senado
Foto: Valter Campanato / Agência Brasil
O senador Demóstenes Torres (Sem partido-GO) usou a tribuna do Senado nesta segunda-feira (2) para tentar evitar sua cassação no julgamento marcado para esta quarta-feira (4) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), e no próximo dia 11 pelo plenário. Em seu discurso, o parlamentar pediu perdão a cada um dos colegas na Casa e prometeu voltar outras vezes.  “Tenham a certeza, sou inocente. Obrigado, senhor presidente, amanhã estarei aqui de novo”, disse Demóstenes. Ele alegou ser vítima de um processo de difamação ocasionado pelo vazamento de conversas gravadas pela Polícia Federal, durante as operações Vegas e Monte Carlo. “Nada fiz para merecer a desconstrução de minha honra”, defendeu. O pedido de cassação do mandato de Demóstenes foi aprovado há 15 dias, por unanimidade, no Conselho de Ética do Senado. O processo está na CCJ do Senado e já teve parecer favorável à constitucionalidade, emitido pelo relator, Pedro Taques (PDT-MT). Apesar de admitir a amizade com o goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, Demóstenes negou ter colocado seu mandato a serviço do esquema atribuído ao contraventor. Para cassar o mandato do senador, são necessários 41 dos 81 votos dos parlamentares.

Histórico de Conteúdo