Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 24 de Maio de 2012 - 00:00

Onda de greve pode arrastar mais uma categoria: professores das escolas particulares

por Evilásio Júnior

Onda de greve pode arrastar mais uma categoria: professores das escolas particulares
A onda de greves iniciada este ano na Bahia pela Polícia Militar – que ficou parada por 12 dias em fevereiro –, e sequenciada pelos professores estaduais (mobilizados há 44 dias) e rodoviários (24h) poderá arrastar mais uma categoria na próxima sexta-feira (25). Os docentes das escolas particulares farão uma assembleia no auditório do Colégio 2 de Julho, no bairro do Garcia, no centro de Salvador, em que poderão deflagrar mais um movimento grevista. Antes mesmo da votação do indicativo de greve, no mesmo dia, a categoria já anuncia paralisação. Este ano, de forma quase imperceptível, os educadores da rede privada de ensino já tinham cruzado os braços em duas tímidas oportunidades: uma de 15 minutos e outra de 50 minutos.

Histórico de Conteúdo