O Ministério da Saúde (MS) decidiu nesta terça-feira (11) que os repasses para o Hospital Santo Antônio começarão a ser feitos diretamente para as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), responsável pela instituição, sem que as verbas passem pela Prefeitura de Salvador. Na ocasião, foi anunciada também a liberação de R$ 6,5 milhões para pagamento da dívida referente ao mês de agosto. Segundo o secretário estadual de Saúde, Jorge Solla, a decisão foi motivada pelos constantes atrasos do município no repasse de recursos ao hospital, que é o maior da região Norte-Nordeste em atendimento exclusivo pelo SUS. O secretário municipal de Saúde, Gilberto José, que também participou do encontro, declarou que a prefeitura recorrerá da decisão que, segundo ele, tira sua autonomia e deixa a Osid livre de prestações de contas. Já o superintendente da Osid, José Eduardo Acedo, comemorou a decisão, que deve ajudar a resolver o problema da dívida da administração municipal com a entidade que, de acordo com ele, chega a R$ 17 milhões. Informações do jornal A Tarde.

Histórico de Conteúdo