Sexta, 14 de Fevereiro de 2020 - 17:40

Após 7 anos, Kuait deve voltar a importar carne bovina brasileira

por Diogo Bercito | Folhapress

Após 7 anos, Kuait deve voltar a importar carne bovina brasileira
Foto: Reprodução / G1

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento anunciou na quinta-feira (13) que o Kuait decidiu voltar a importar carne bovina do Brasil. No anúncio, a ministra Tereza Cristina afirmou que as conversas para a reabertura do mercado foram iniciadas em setembro passado, durante sua visita.

A Câmara de Comércio Brasil Árabe participou da missão, em que outros produtos foram negociados.

Segundo a Anba (Agência de Notícias Brasil-Árabe), havia há anos a expectativa de que o Kuait voltasse a importar carne brasileira. Esse mercado estava fechado desde 2013 devido a um caso atípico de vaca louca no Paraná em 2012. Outros países já tinham retomado as importações de carne brasileira. O mercado do Kuait seguia lacrado.

Segundo o ministério, as exportações agropecuárias do Brasil para o Kuait durante 2019 totalizaram US$ 209 milhões. O principal produto é, hoje, a carne de frango, mas o Brasil exporta também milho, suco de laranja, farelo de soja, castanha de caju e café solúvel, entre outros.

A exportação de carne a países de maioria árabe é um mercado bilionário. Segundo uma reportagem da Folha de S.Paulo, o Brasil é o maior exportador global de proteína animal halal. Uma carne halal é aquela abatida e processada de maneira a respeitar determinados preceitos islâmicos, algo feito por empresas brasileiras.

Em 2017, o país supriu 51,9% da demanda do mundo árabe. Daí, em parte, a atenção dada à reabertura do mercado do Kuait. Outra razão é o fato de que, com a aproximação do governo brasileiro com Israel, havia algum receio de que países árabes pudessem reduzir ou boicotar a carne brasileira.

Histórico de Conteúdo