Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Segunda, 01 de Março de 2021 - 14:30

Holan conta como armará o Santos e explica o uso da tecnologia

por Folhapress

Holan conta como armará o Santos e explica o uso da tecnologia
Foto: Guilherme Kastner / Santos FC

O técnico Ariel Holan revelou nesta segunda-feira (1º), em sua apresentação à imprensa, que o torcedor verá um Santos ofensivo. O argentino contou como armará o time nos campeonatos e suas metodologias. Ele entende, por exemplo, que um time que se defende bem, consequentemente ataca bem.

"É um desafio difícil. Em três ou quatro dias, jogaremos um clássico. E depois a primeira partida da Libertadores. Vamos ajustar detalhes progressivamente. Eu gosto de um jogo de passe e recepção, um sistema que a equipe busque articulações para chegar ao gol do rival. É o que gosto dos times que eu dirijo, sempre com mentalidade ofensiva. Equipes que sustentem seu jogo defensivo em atacar bem, massivamente, mas sem deixar espaços para as transições. Se um ataca bem, defende bem. As grandes equipes do mundo defendem bem. E gosto das equipes que defendem bem porque atacam bem. E vamos buscar isso", disse.

Amante da tecnologia, o treinador também explicou como a utilizará no dia a dia. Ele crê que ela é a maior aliada para tomar boas decisões, mas que não faz com que ganhe jogos. O argentino utiliza drones por entender que a imagem, vindo de cima, ilustra melhor os posicionamentos, softwares de análise e desempenho para armazenar informações de treinos, dentre outros mecanismos.

"A tecnologia não assegura resultado, mas ajuda a tomar decisões, diminuindo a margem de erro. E também ajuda no entendimento dos atletas. Na área física, GPS ajuda no controle de volume e intensidade do produzido pelos jogadores nas partidas e nos treinos. Nas análises por vídeo, eu gostei muito de implementar o drone. Ver de cima é melhor. E para treinadores e jogadores, é importante ver pela imagem como se pode melhorar o jogo. Desse ponto de vista, essa ferramenta é um recurso importante. Os softwares de análise ajudam a armazenar a informação. É bom analisar e tê-las rapidamente para tirar estatísticas. Bigdata é importante para desenvolvimento, para tomar decisões por tendências de resultados numéricos. Desde esse ponto de vista, são alguns recursos a serem utilizados para melhorar a equipe. E do ponto de vista médico, tecnologias avançadas para ajudar na recuperação de jogadores entre partidas. Questões importantes para levar adiante um projeto. Não nos garante ganhar, mas nos ajuda a tomar decisões melhores. É o lugar que a tecnologia ocupa no nosso processo de treinamento e jogos", explicou.

A expectativa é que Holan estreie no clássico contra o São Paulo, no final da semana (6), às 19h, no Morumbi, pela terceira rodada do Campeonato Paulista. Antes disso, Marcelo Fernandes estará à frente da equipe.



Histórico de Conteúdo