Ilê denuncia ataques a Arany Santana; gestão da Cultura do estado estaria sendo sabotada
Foto: Mateus Pereira / GOVBA

O Ilê Aiyê denunciou a ocorrência de ataques que estariam acontecendo contra a gestão da secretária de Cultura da Bahia, Arany Santana. A ocupante da pasta, segundo a instituição, estaria sendo alvo de críticas, intrigas, fake news e até mesmo sabotagem cujo objetivo seria o de provocar a demissão de "um dos poucos quadros negros que fazem parte do primeiro escalão desse governo".

 

A denúncia foi feita através de uma nota. No texto, o Ilê salienta o perfil da gestora, uma "mulher, negra, funcionária pública de carreira, pessoa oriunda da periferia de Salvador", à frente da secretaria. Tais aspectos seriam a motivação de grupos que pretendem fazer a manutenção de "privilégios".

 

"A Associação Cultural Bloco Carnavalesco Ilê Aiyê repudia todos os ataques feitos a secretária de Cultura do Estado da Bahia, ao tempo em que se solidariza com a mesma, entendendo que nos últimos anos a referida pasta conseguiu grandes avanços, principalmente para instituições de pequeno porte que enriquecem e descentralizam a cultura baiana. 'Se o poder é bom, nós também queremos'", defende a nota.

 

Ao Bahia Notícias, o presidente e fundador do Ilê, Vovô, confirmou a autoria da nota pela agremiação e reafirmou a defesa para com a secretária Arany.

 

Os tais ataques a ela estariam acontecendo por conta da polêmica envolvendo os blocos afro no Carnaval (reveja aqui, aqui e aqui). Arany chegou a ser acusada de "terceirizar" a sua atuação na Cultura, passando as demandas para sua chefe de gabinete.

Histórico de Conteúdo