Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
Notícia
/
Geral

Notícia

TCE: CASO DO CONSELHO

Para endossar sobre a vaga do Tribunal de Contas do Estado (TCE), no seu comentário de hoje no jornal “A Tarde”, Samuel Celestino discorre que a vaga deixada pelo falecido conselheiro Ursicino Queiroz "tropeçou em desencontros políticos e caminha para um belo impasse. Belo, porque quem acabará lucrando com as dificuldades e com os obstáculos serão a pluralidade política baiana, em época de novos tempos, e o TCE, em última análise. Ao que me recorde, embora a Assembléia Legislativa aprove o nome, ou indique, na verdade ela nunca aprovou nem indicou: sua função foi sempre a de chancelar escolhas feitas pelo governador do Estado, ou, para ficar um pouco mais generoso, com quase todos os que compõem o colegiado de sete membros".