Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
Notícia
/
Política

Notícia

'Insatisfeitos' com governo na AL-BA formam G10 e escolhem Angelo Coronel como líder informal; veja lista

Por Gabriel Lopes

'Insatisfeitos' com governo na AL-BA formam G10 e escolhem Angelo Coronel como líder informal; veja lista
Foto: Divulgação

Com a responsabilidade de intermediar demandas e dar suporte a um grupo de deputados que tem mostrado insatisfação com a condução política do governador Jerônimo Rodrigues (PT), o senador Angelo Coronel (PSD) assumiu a liderança desse chamado "G10" da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

 

O grupo é uma extensão do G7 formado por parlamentares do PL e do PP, por exemplo, que em 2022 marcharam com a oposição na corrida pelo governo da Bahia e migraram o apoio na Casa Legislativa para Jerônimo Rodrigues (PT) pouco após a apuração das urnas. Confira abaixo a composição do grupo:

 

  • Antonio Henrique (PP);
  • Felipe Duarte (PP);
  • Hassan Iossef (PP);
  • Nelson Leal (PP);
  • Niltinho (PP);
  • Raimundinho da JR (PL);
  • Vitor Azevedo (PL);
  • Luciano Araújo (SD);
  • Larte do Vando (Podemos);
  • Angelo Coronel Filho (PSD);

 

Em entrevista ao Bahia Notícias nesta segunda-feira (3), durante o podcast Projeto Prisma, Coronel confirmou que se reuniu com os deputados de outros partidos e somando o novo G10 com parlamentares do PSD contabilizou 20 deputados sob sua influência.

 

"O governo na base hoje tem 42, então poderá ficar sob o guarda-chuva do PSD praticamente a metade da Assembleia", detalha Coronel, que assume um papel de negociador também com o Executivo.

 

Recentemente o Bahia Notícias mostrou que o governador tem enfrentado dificuldades na Casa Legislativa. Deputados do bloco governista avaliam que a base  está "inchada", onde o governo não estaria conseguindo atender de forma satisfatória as demandas dos parlamentares.

 

A insatisfação seria a razão dos recentes "embates internos" em votações na AL-BA. "Gera muitos descontentamento. Alguns defendem uma base mais enxuta", indicou um deputado.