Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Bolsonaro é recomendado a ficar longe de fogueiras após prisão de Ribeiro
Foto: Alan Santos/Presidência da República

Um dos ministros do governo federal teria recomendando ao presidente Jair Bolsonaro (PL) que evitasse se aproximar de fogueiras de São João durante a viagem à Caruaru. O conselho foi dado após a prisão do titular da Educação, Milton Ribeiro, e de pastores evangélicos ligados ao chefe do Planalto.

 

Segundo a coluna de Romualdo de Souza, do Jornal do Commércio, o auxiliar do presidente ficou em uma saia justa com a sugestão, feita em tom de brincadeira. Isso porque Bolsonaro não gostou da piada e o clima foi de constrangimento na mesa de reuniões.

 

Em março, o líder do Executivo prometeu "colocar a cara no fogo" por Ribeiro, em um sinal de confiança (relembre aqui). Numa entrevista, ontem (22), Jair mudou o tom e afirmou que a Polícia Federal teria seus motivos para realizar a prisão (veja aqui)

 

De acordo com ele, Ribeiro mantinha "conversa informal demais com pessoas de confiança dele" e que isso pode ter o prejudicado.

Histórico de Conteúdo