Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 19 de Maio de 2022 - 00:00

'Na Bahia, o Republicanos irá apoiar a reeleição de Bolsonaro', diz Marinho

por Mauricio Leiro

'Na Bahia, o Republicanos irá apoiar a reeleição de Bolsonaro', diz Marinho
Foto: Paulo Victor Nadal/ Bahia Notícias

Apesar do pré-candidato ao governo ACM Neto (União) tentar "blindar" a campanha e prometer "independência" (reveja aqui e aqui), um dos principais aliados irá acompanhar o presidente Jair Bolsonaro (PL). O presidente estadual do Republicanos, deputado federal Márcio Marinho, confirmou ao Bahia Notícias que, na Bahia, o partido irá apoiar a candidatura à reeleição de Bolsonaro.

 

"O Tarcísio [de Freitas] é candidato ao governo de São Paulo pelo Republicanos. A ministra Damares [Alves] é candidata ao Senado aqui pelo Distrito Federal. Temos vários parlamentares com relação com o presidente Bolsonaro. No próximo dia 30 temos as convenções em São Paulo, presumo eu, que ali já será dado o apoio ao presidente já no primeiro turno a reeleição. Na Bahia, o Republicanos irá apoiar a candidatura à reeleição de Bolsonaro, até por orientação da nacional. ACM Neto tem as suas razões, razões identificadas por pesquisa qualitativa, da dificuldade de estar atrelando a imagem dele a Bolsonaro", comentou em entrevista ao Bahia Notícias no Ar, da rádio Salvador FM. 

 

Apesar disso, Marinho apontou que nesse momento, "não há nenhum tipo de possibilidade de uma aliança no primeiro turno de Neto com Bolsonaro". "Até porque já existe candidatura de João Roma, do PL, candidato a governador. Se tiver de acontecer algum tipo de aliança, apoio, só será no segundo turno", finalizou.

 

O Republicanos ainda disputa uma vaga na chapa majoritária liderada por Neto. Segundo Marinho, o nome para candidato a vice-governador na chapa liderada por ACM Neto (UB) deve passar pela aprovação de todos os partidos da base aliada (veja aqui). Dentro do partido, os nomes que ainda pleiteiam o espaço são o próprio Marinho e o recém chegado ao partido, deputado federal Marcelo Nilo. 

Histórico de Conteúdo