Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Caoa Chery vai demitir funcionários e suspender produção na fábrica de Jacareí
Foto: Divulgação

A Caoa Chery vai demitir cerca de 600 funcionários e suspender a produção na fábrica da montadora em Jacareí, no interior de São Paulo. Segundo a empresa, a fábrica deve passar por adequações para a produção futura de veículos elétricos.

 

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos,  apontou que a medida impacta 600 postos diretos, que serão demitidos com a desativação das atuais linhas de produção, segundo o G1.

 

Os representantes da categoria informaram que a notícia foi dada pela empresa em uma reunião na manhã desta quinta. Segundo a Caoa, a suspensão é temporária para atualização da estrutura da fábrica de Jacareí, como parte de sua estratégia de tornar todos seus carros em elétricos até o final de 2023.

 

"A suspensão das atividades tem como objetivo ajustar os processos produtivos da planta para novos modelos com tecnologias híbridas e elétricas, visando a modernização e atualização das linhas de produção", informou.

 

A empresa afirma ainda que a pausa na produção em Jacareí será compensada pela intensificação no volume da fábrica de Anápolis (GO), que deve receber novos lançamentos no segundo semestre de 2022. A montadora mantém a meta de vender 60 mil carros neste ano.

 

A fábrica em Jacareí produz os modelos Tiggo 3 e Arizzo 6 e conta com 600 funcionários, 370 deles no setor de produção. Com a desmobilização, a empresa vai demitir toda a produção e metade dos funcionários do setor administrativo. O sindicato vai se reunir com os funcionários para elaborarem uma proposta para começarem as negociações com a fábrica. A Caoa Chery informou que negocia com o Sindicato "um pacote de indenização suplementar, além do regular pagamento das verbas rescisórias legais, seguindo o seu compromisso de respeito aos trabalhadores".

 

A Chery inaugurou a fábrica em Jacareí, a primeira da montadora no Brasil, em agosto de 2014 após três anos de obras e investimento de US$ 400 milhões. O objetivo era aumentar a participação no mercado brasileiro, mas os números não decolaram.

Histórico de Conteúdo