Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quarta, 30 de Março de 2022 - 16:21

Carballal é cotado para assumir Secretaria de Recursos Hídricos do Estado; vereador nega

por Anderson Ramos / Bruno Leite / Lula Bonfim

Carballal é cotado para assumir Secretaria de Recursos Hídricos do Estado; vereador nega
Foto: Divulgação / CMS

O vereador Henrique Carballal (PDT) está sendo cotado para assumir a Secretaria de Recursos Hídricos do Estado da Bahia (SIHS), de acordo com fontes ligadas ao governo do estado. Na Câmara de Salvador, o parlamentar esteve ao lado de ACM Neto (UB) a partir do final da primeira gestão e endossou o apoio a Bruno Reis (UB), mas anunciou nesta quarta-feira (30) apoio à candidatura de Jerônimo Rodrigues (PT), que terá seu aliado Geraldo Jr. (MDB) como vice.

 

De acordo com interlocutores ligados à Secretaria de Relações Institucionais (Serin-BA), a negociação está “quase 100%” fechada para Carballal assumir a pasta.

 

Procurado pelo Bahia Notícias, Carballal negou que esteja articulando para assumir a SIHS. Segundo ele, o acordo é para que ele seja um dos coordenadores de campanha da candidatura de Jerônimo e Geraldo ao governo da Bahia.

 

“Não tenho convite para assumir secretaria nenhuma. O único convite que eu recebi foi para coordenar a campanha de Geraldo Jr. como vice-governador da Bahia”, disse o vereador do PDT.

 

“Ele pediu que eu me licenciasse da Câmara para que eu me dedicasse exclusivamente à coordenação da campanha. Randerson Leal é quem vai assumir o mandato de vereador [como suplente]. Eu não posso me recusar a atender um pedido do futuro vice-governador da Bahia”, continuou Carballal.

 

O parlamentar de Salvador ainda se defendeu dizendo que não mudou de posição e que o PDT é quem mudou de posição recentemente sobre o governo estadual, deixando a base e migrando para a oposição - ainda que tenha sido reeleito vereador com o partido já nessa condição.

 

“Minha posição continua a mesma. Sempre fui um aliado de Geraldo Jr. Ele esteve na minha casa na noite anterior, na frente dos meus familiares, e eu olhei nos olhos dele e disse que estaria com ele no caminho que ele seguisse. O que eu tou fazendo hoje é o que eu prometi a ele”, afirmou Carballal.

 

O secretário de Relações Institucionais, Luiz Caetano, seria um dos principais articuladores da ida de Carballal e Geraldo Jr. para o seio da base governista. Os três se reúnem com constância desde que Caetano assumiu a Serin, em maio de 2021. Com a confirmação do MDB na base do governo, as conversas puderam se transformar em acordo.

 

“Isso não foi construído agora”, garantiu uma fonte, sob condição de anonimato.

Histórico de Conteúdo