Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

'Seria uma punição', diz Kassab sobre eventual candidatura de Otto a governador
Foto: Mateus Pereira / GOVBA

O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, defendeu a busca de Otto Alencar à reeleição ao Senado, durante entrevista para o programa Canal Livre, da TV Bandeirantes, que foi ao ar no domingo (20). O cacique ainda classificou uma eventual candidatura de Otto ao Governo da Bahia como uma “punição”, já que não estava em seus planos esta mudança de rumo.

 

“Rui Costa quer ser senador e o Otto também quer. Ele é candidato a senador. Seria uma sinalização muito ruim. Otto é um tradicional parceiro do PT. Dentro do partido ele é a pessoa que lidera as manifestações em favor de uma aliança com o Lula ainda no primeiro turno. Isso, pode ter certeza, é traduzido de uma maneira muito ruim para Otto e para todo o partido”, disse Kassab.

 

“Ele lidera, dentro do partido, todas as ações a favor do PT. Isso é público. Ele é aliado do PT na Bahia. Um dos melhores quadros do partido. Fundador do PSD. É uma péssima sinalização, mas eu acredito sim, que Otto sai sim candidato a senador e isso agrada muito o PSD, pois é vontade de Otto continuar no senado”, completou o pessedista.

 

Conforme apurado pelo Bahia Notícias, Otto já teria aceitado que seria o nome do "teodolito" ao Palácio de Ondina. A sinalização positiva se deu após reunião com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) (veja mais) e a virtual sinalização de que poderia disputar a cabeça de chapa, mesmo ele mantendo a esperança de disputar a reeleição ao Senado. Rui teria definido que seria candidato ao Senado, obrigando os aliados a uma adaptação (reveja aqui).

Histórico de Conteúdo