Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

PSOL confirma Kleber Rosa e Tâmara Azevedo como candidatos ao Governo e ao Senado
Foto: Divulgação / PSOL Bahia

O PSOL Bahia confirmou em Conferência Eleitoral, os seus candidatos ao Governo da Bahia e ao Senado para as eleições de 2022, eleitos com ampla maioria. O professor, policial civil e ativista Kleber Rosa foi o escolhido para disputar uma vaga no Palácio de Ondina em outubro e a socióloga, ativista e dirigente estadual e nacional da sigla, Tâmara Azevedo, concorrerá ao Senado Federal pelo partido. 

 

A Conferência Eleitoral aconteceu em modo virtual no sábado (29), e decidiu também que a vaga de vice-governador na chapa será ocupada pelo atual tesoureiro do PSOL Bahia, ex-presidente do partido no estado e membro da Executiva Nacional da legenda, Ronaldo Mansur, que teve seu nome referendado junto ao de Kleber Rocha pela militância da sigla socialista. 

 

Já a candidata ao Senado Tâmara Azevedo terá como suplentes em sua chapa os militantes Professor Max, presidente do Diretório de Itabuna, e Zen Costa, ativista da pauta ambiental e cultural.

 

“Nosso principal inimigo nesta eleição deve ser derrotar o bolsonarismo na Bahia, representado por João Roma e ACM Neto. Vamos apresentar um projeto popular que contemple o povo do nosso estado, com foco nas populações mais vulneráveis, na área urbana e na área rural, e que aponte formas de combater as desigualdades sociais. Isso inclui, óbvio, a pauta racial, de igualdade de gênero, da população LGBTQIAP+, dos povos indígenas, quilombolas, da luta pela terra, da luta por moradia, entre tantas outras”, afirmou Kleber Rosa.

 

“Sou uma mulher negra, de axé, que luta por direitos e pelo meu povo desde jovem. É baseado nesses marcadores que eu ajudarei o PSOL a apresentar um projeto alternativo e à esquerda para o povo baiano, com o objetivo de primeiro derrotar Bolsonaro e depois promover avanços em pautas que são prioritárias. A Bahia não pode mais ser o estado que pretere a cultura, as suas áreas de preservação natural e o povo preto das áreas urbanas e das áreas rurais quilombolas. Não podemos mais ser a terra que despreza os povos indígenas”, afirmou Tâmara após o encerramento da Conferência.

 

A Conferência Eleitoral do PSOL da Bahia contou com a presença do presidente nacional do partido, Juliano Medeiros, e com uma saudação da porta-voz da Rede Sustentabilidade na Bahia, Iaraci Dias. As duas legendas discutem, em nível nacional, a formação de uma Federação Partidária.

Histórico de Conteúdo