Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Possível mudança de Nilo para o lado de Neto gera discussão entre Rosemberg e Sandro Régis
Foto: Divulgação / AL-BA

A possível mudança do deputado federal Marcelo Nilo (PSB-BA) para a base de apoio do pré-candidato ao governo do estado ACM Neto (DEM) gerou uma discussão nas redes sociais entre os líderes da situação e da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), os deputados estaduais Rosemberg Pinto (PT) e Sandro Régis (DEM), respectivamente.

 

Após o Bahia Notícias informar sobre a articulação feita por ACM Neto para receber Marcelo Nilo em seu grupo (veja aqui), o líder do governo na AL-BA foi ao Twitter para comentar o caso.

 

“Se meu amigo Marcelo reclama que do nosso lado a chapa majoritária é sempre formada por PT, PSD e PP; se prepara amigo, do lado de lá é sigla única: Neto!”, apontou Rosemberg.

 

Incomodado com a fala sobre a concentração de poder em ACM Neto no seu grupo político, o deputado Sandro Régis foi ao Twitter para rebater seu colega de AL-BA, empurrando a pecha de “autoritário” para o petismo.

 

“De autoritarismo o PT entende muito bem. Basta ver o atual governador. O amigo Rosemberg Pinto esqueceu de combinar com os russos, porque quem acusa o PT de ser autoritário e de não abrir debate são os próprios aliados do grupo petista”, declarou Régis.

 

“Rosemberg precisa ter cuidado, porque ele precisará de muitas desculpas como essa para justificar a debandada de um projeto de governo que colocou a Bahia em primeiro lugar na violência e em último na educação”, continuou o líder da oposição.

 

Sandro Régis ainda aproveitou para citar um desentendimento do passado entre o PT e Marcelo Nilo, na época em que o político do PSB presidiu a AL-BA. Além disso, a liderança do grupo de ACM Neto afirmou que a construção da chapa majoritária para as eleições tem se dado com diálogo.

 

“Inclusive, há interessados em estar na chapa de Neto que hoje estão do outro lado, pelo que se noticia na imprensa”, finalizou.

 

Rosemberg demonstrou estranhamento com as respostas de Sandro Régis e lembrou que não fez citação ao colega de AL-BA.

 

“Amigo Sandro, não entendi a referência indelicada! Como sou inocente nessa área tecnológica não consigo saber o que falei de você!”, respondeu o deputado petista.

Histórico de Conteúdo