Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 07 de Dezembro de 2021 - 13:50

Assembleia Legislativa da Bahia vai exigir comprovação de vacina para acesso

por Rebeca Menezes / Jade Coelho / Fernando Duarte

Assembleia Legislativa da Bahia vai exigir comprovação de vacina para acesso
Foto: Rebeca Menezes/ Bahia Notícias

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Adolfo Menezes (PSD), confirmou nesta terça-feira (7), que vai exigir a imunização para acesso à sede da Casa. “Vamos exigir, a partir do próximo ano, a vacinação para entrar na Assembleia. Tanto funcionários quanto visitantes, por precaução”, defendeu Menezes, durante reunião com a imprensa para apresentar o balanço das atividades em 2021.

 

A fala do presidente aparece em um contexto em que ao menos uma parlamentar, Talita Oliveira (PSL), tem se manifestado contrariamente a exigência de vacinação para acesso a prédios e serviços públicos (lembre aqui). “Todos têm direito de não tomar vacina, mas também não pode ter o direito de contaminar”, explicou o dirigente da AL-BA.

 

Menezes ainda lamentou a ausência de atividades presenciais em boa parte do ano, porém sinalizou que a medida foi necessária para evitar a disseminação do coronavírus. “Perdemos a graça do parlamento. Uma casa que recebia milhares de pessoas durante o dia, transitando, nos restaurantes... Infelizmente não foi possível ainda...”, indicou o presidente.

 

De acordo com o chefe do Legislativo baiano, a ideia é retomar as atividades presenciais integralmente a partir da reabertura da AL-BA. Entretanto, a variante Ômicron deixou em suspenso a adoção dessa flexibilização, conforme apresentação de Menezes.  “A ideia era voltarmos logo em 2022 de forma presencial, mas aí vem essa nova variante aí que faz com que a gente reflita se permanece assim ou se abre completamente”, ponderou.

Histórico de Conteúdo