Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 02 de Dezembro de 2021 - 11:25

Neto reforça descolamento de nacionalização: 'Quem vai resolver a eleição são os baianos'

por Jade Coelho / Gabriel Lopes

Neto reforça descolamento de nacionalização: 'Quem vai resolver a eleição são os baianos'
Foto: Max Haack/Ag Haack / Bahia Notícias

O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, rechaçou mais uma vez a possibilidade de influências externas afetarem a disputa na Bahia. Ele conversou com a imprensa antes de participar do ato em que oficializa a pré-candidatura dele ao governo da Bahia em 2022, no Centro de Convenções de Salvador na manhã desta quinta-feira (2).

 

"Nós estamos discutindo projeto para Bahia. Tratando perspectiva futura do nosso estado. Lamento que algumas pessoas na política - e eu não quero 'fulanizar', não estou me referindo a ninguém - subestimem a inteligência do cidadão e eleitor baiano. Que fiquem com a cabeça no passado, não há retrato mais claro do passado do que achar que alguém de fora vai resolver eleição na Bahia, isso vale para qualquer um. Isso vale para [Jair] Bolsonaro, [Luiz Inácio] Lula [da Silva], qualquer um. Quem vai resolver a eleição na Bahia são os baianos", enfatizou Neto.

 

A seu favor, Neto argumenta que é um político que respeita "posicionamentos institucionais", pois enfrentou oito anos na prefeitura de Salvador e governou com dois governadores do PT e três presidentes de partidos inteiramente distintos ao DEM, sem prejuízos para a cidade, de acordo com ele. No entanto, Michel Temer era aliado do DEM e o próprio Jair Bolsonaro manteve uma relação de proximidade com o partido, com filiados à legenda integrando o primeiro escalão do governo.

 

"E eu, caso seja eleito governador, estarei preparado para governar com qualquer presidente que o Brasil escolher. Não temos bola de cristal, quem disser aqui que a 'eleição nacional está resolvida' está simplesmente apostando. O que eu posso garantir aos baianos é o que eu fiz, e, caso seja escolhido, estou preparado para governar com qualquer presidente", disse.

 

CENÁRIO ELEITORAL NA BAHIA
ACM Neto deve ter como principal concorrente na disputa pelo governo do estado o senador petista Jaques Wagner, que também é colocado como pré-candidato. Na manhã desta quinta-feira (2), em pesquisa divulgada pelo Bahia Notícias, o democrata aparece à frente de Wagner e lidera com margem: 54,8% das intenções de voto, enquanto o petista soma 23,1%, na segunda posição (leia mais aqui).

 

Apontado como terceira via, o ministro da Cidadania João Roma soma 3,9%. O nome seguinte é o da ex-secretária de Saúde de Porto Seguro, Raissa Soares, que concentrou 2,6% das intenções de voto na Bahia. 

Histórico de Conteúdo