Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 20 de Novembro de 2021 - 15:20

Presidente do CES adota cautela sobre Carnaval: 'Favorável ao protocolo sanitário'

por Jade Coelho / Gabriel Lopes

Presidente do CES adota cautela sobre Carnaval: 'Favorável ao protocolo sanitário'
Foto: Jade Coelho / Bahia Notícias

Apesar de ter liberado uma autorização para a realização do Carnaval de 2022 na Bahia, condicionadas a uma série de recomendações sanitárias (leia mais aqui), o Conselho Estadual de Saúde (CES) - na figura do presidente Marcos Antônio - adotou tom mais cauteloso sobre a folia momesca neste sábado (20).

 

Em meio ao cenário de indefinição, Marcos disse que o CES é a "favor da vida" e "a favor de um ambiente seguro" para realizar o Carnaval. Em sua avaliação, ele defende que "não adianta ter carnaval e ter uma herança de mais mortes" ao final do evento.

 

"Algumas pessoas perguntam: 'o conselho é a favor ou contra o carnaval?'. O conselho é a favor da vida, a favor de que tenhamos um ambiente seguro, não adianta ter carnaval com os indicadores que agora tem na Bahia e no final o resultado disso é a herança de mais mortes, de mais contágio ou até uma variante nova mais letal", afirmou Marcos durante a realização de um ato contra o presidente Jair Bolsonaro, em Salvador, neste sábado (20).

 

"O conselho é favorável a políticas de protocolo sanitário. Vale lembrar que os índices na Bahia começaram a piorar justamente no inicio da pandemia no pós-carnaval", acrescentou.

 

Ele adiantou que o Conselho foi convidado para um debate na Câmara de Salvador, na próxima terça-feira (23), para apresentar as justificativas sobre a análise dos indicadores da pandemia.

 

IMPASSE CONTINUA
Na última quinta-feira (18), o governador Rui Costa (PT) manteve firme a sua posição sobre o assunto. "Não colocarei a população baiana em risco dando uma definição sobre o Carnaval agora, quando estamos com 2,5 mil casos ativos na Bahia e com o coronavírus voltando com força em diversos países. O Carnaval não pode estar acima da vida das pessoas", disse durante conversa com a imprensa (leia mais aqui).

 

Do outro lado, os profissionais que atuam no Carnaval de Salvador vão se reunir neste domingo (21) para protestar a favor da festa em 2022. A convocação feita pelo Conselho Municipal do Carnaval (COMCAR), pretende reunir empresários, cordeiros, ambulantes, músicos, feirantes, costureiras, todos que direta ou indiretamente vive do Carnaval (leia mais aqui).

 

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM) também aproveitou para alfinetar o decreto do governo do estado ao comentar o assunto. De acordo com o prefeito Bruno Reis (DEM), desde a retomada dos eventos, a cidade vem passando por testes diariamente, e por isso, não há a necessidade da realização de um novo evento-teste, por exemplo (leia mais aqui).

 

"Não precisamos fazer evento-teste. Acho que Barradão, Fonte Nova, manifestações dos bolsonaristas dos petistas, já fizeram todos os testes necessários em relação ao Carnaval. Descarto isso completamente", disparou.

Histórico de Conteúdo