Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Contrariado, Rui chama de 'traíras' deputados que votaram em PEC dos Precatórios
Foto: Bruno Costa / Serin

O governador Rui Costa (PT) subiu o tom contra os deputados federais que votaram a favor de PEC dos Precatórios (veja aqui), durante discurso no município de Jaguarari, onde cumpriu agenda nesta quinta-feira (4). O texto-base da proposta foi aprovado na madrugada de hoje com o voto de vários parlamentares baianos, contrariando o apelo que o petista pela rejeição do projeto.

 

Na sua fala, Rui comparou os deputados que votaram a favor da medida aos colonizadores do Brasil. “Quando os portugueses queriam roubar o povo indígena, eles traziam espelhos e bugigangas para iludir os indígenas. Enquanto distribuíam espelhos, estavam levando o ouro embora. A mesma coisa os deputados aliados de Bolsonaro querem fazer com a Bahia, com os baianos e o povo do nordeste. Ficam aí distribuindo quiquilharias em troca dos bilhões que estão tirando do povo baiano e nordestino”, desabafou Rui.

 

Na ocasião, Rui ainda disse que não vai disputar nenhum cargo nas eleições de 2022, mas prometeu entrar em campo para conseguir votos a aliados. “Não vou ser candidato ano que vem, mas vou rodar essa Bahia inteira e vou pedir ao povo para separar o joio do trigo. É revoltante ver deputado eleito com o voto da população votar conta a Bahia e contra os baianos”, disparou.

 

“Vou rodar a Bahia, pedindo voto para você, Joseph [Bandeira], para Josias [Gomes], para todo mundo que estiver ao lado de Luís Inácio Lula da Silva. Chega de deputado traíra, chega de gente que maltrata o nosso povo, vem aqui com conversa mole e enrola. O povo brasileiro não aguenta mais”, completou.

 

O texto-base do projeto foi aprovado hoje em votação apertada (veja aqui). Dos 308 votos necessários para passar no primeiro turno a proposta obteve 312 favoráveis e 144 contrários. 57 parlamentares se ausentaram.

 

Dos 39 deputados federais da Bahia, 24 votaram a favor da PEC e 14 foram contra. O único que não registrou  voto foi Ronaldo Carletto (PP). Chamou atenção a bancada do PSD, um dos partidos mais alinhados com o governo petista no estado. Da legenda, somente Paulo Magalhães votou contrário a medida.

Histórico de Conteúdo